Neste artigo mais algumas notas de design do Classic 21 (nome provisório, quem sabe fazemos uma enquete para criar um nome legal para este veleiro?). No esboço, layout e estrutura básica, que vou descrever a partir da legenda:

layout

Legenda:

  1. cockpit: aberto para daysailing. Espaçoso, aberto, piso acima da linha d´água com boeira na popa. Se os bancos forem recolhidos dá para 2 dormirem no cockpit. Opcionalmente, para mar aberto, recomendo armários estanques e cockpit pequeno.
  2. cabine: 3 pessoas podem dormir nesta cabine, ocasionalmente. De 3 a 4 sentadas, cozinha compacta mas prática, água e mantimentos sob beliches. Gaiúta na antepara inclinada, dispensa gaiúta corrediça.
  3. Beliche de proa: no caso de navegação em solitário, como será o caso de Said Najar (veja o projeto Marcate aqui) esta área vai acomodar velas, equipamento e material de trabalho.
  4. Quilha: A ideia inicial era um patilhão, indo até o leme. Mas decidi fazer este corte na quilha, para permitir que o leme seja balanceado, e para diminuir a área de contato numa região de pouca importância hidrodinâmica. Notem os parafusos de fixação, apoiados em hastilhas (travessas de madeira bruta) sobre a quilha do barco. A quilha será de fibra/epóxi, sobre o filete de união das chapas do fundo, dispensando um laminado de madeira cara.
  5. Buja: a buja vai ter uma retranca. Assim fica mais fácil rizar, e ela fica autocambante, e pode ser operada facilmente sem catraca e com uma escota só.

Agora aguardo seus comentários. A propósito, se quiserem sugerir um nome para este projeto, comentem abaixo. Seria bom algo que fizesse referência às suas qualidades: simplicidade, leveza, rapidez, resistência, capacidade oceânica…