Há várias razões para você fazer um curso de Introdução ao Yacht Design – projeto de veleiros e barcos de esporte e recreio. A mais óbvia é para se lançar no projeto de embarcações. Porém, entender os conceitos básicos que norteiam o projeto de um barco é importante também para quem quer comprar ou construir um barco. Entender conceitos como estabilidade, plano vélico, forma de casco, ajudam você a compreender se determinado barco será adequado ao seu propósito. O investimento em um barco, em especial se for um barco grande, é alto, e se você escolher errado, acaba com um barco cujo custo de manutenção e operação não são compensados pelo prazer de navegar que ele pode oferecer. Um veleiro de oceano de 36 pés, com uma generosa cabine, é uma aquisição tentadora. Porém, se você veleja apenas em fins de semana em baías abrigadas e rasas, você vai ter uma experiência muito limitada e frustrante, e um veleiro menor, com bolina retrátil capaz de encalhar na praia e navegar em qualquer lugar, pode oferecer uma experiência de navegação mais satisfatória, por um custo muito menor. Já escrevemos sobre isso em outro artigo (leia mais aqui)

Já tivemos a oportunidade de realizar vários cursos individuais, e os resultados são muito bons. Recentemente um de nossos alunos comprou um veleiro de madeira para reformar. O barco tinha um plano vélico com pouca área, pouco lastro numa bolina de aço, e um cockpit muito pequeno. A partir da análise do casco deste barco foi possível projetar um novo plano vélico, uma nova cabine e uma nova caixa de bolina, e o aluno ainda pôde usar no projeto uma vela que já tinha em mãos, no caso, um jogo de velas para um Tiki 21, cujo projeto já tinha adquirido mas que desistira de construir devido a compra do veleiro. O reprojeto do plano vélico permitiu economizar muito mais do que o valor do curso somente por dispensar a compra de novas velas!

Em outro caso, um aluno fez o curso para poder encomendar um projeto de motorsailer. No curso desenvolvemos um briefing e determinamos as características deste barco, que deveria ter baixo calado, motor de baixo custo, economia de combustível, um plano vélico modesto e fácil de operar, capacidade de navegação costeria, acomodações para pernoite com banheiro fechado, pé-direito de 1,80m, e custo limitado de construção. Para atingir estes objetivos, optou-se por um barco de 25 pés, com armação carangueja de área generosa mas centro de esforço baixo, duas quilhas fixas no casco, dispensando bolina retrátil, motor de centro estacionário de baixo custo, acomodações para um casal, eventualmente dois, mastro rebatível para passar embaixo de pontes. O projeto terá o nome de Lagoa 25 e logo estará disponível no site.

Aprender a projetar não serve apenas ao projetista, mas aos proprietários de embarcações, construtores amadores ou profissionais, e a compradores prospectivos de barcos ou projetos. Conhecer a teoria e ser capaz de, ao olhar um barco, determinar suas qualidades de navegação, permite fazer escolhas mais acertadas, o que em geral economiza tempo, dinheiro e aumenta muito a satisfação que um barco pode lhe trazer. E uma vez navegando nele, você vai ter consciência dos seus limites e possibilidades, e saberá até onde ele pode ir.

Os cursos individuais podem ser marcados em horários flexíveis, que se adaptam a sua agenda, e o programa pode ser personalizado de acordo com seu interesse. Entre em contato para saber mais.