Veleiro: comprar ou construir?

Vamos supor que você esteja pensando em velejar, e você tenha a brilhante ideia de construir seu próprio veleiro. Parece tentador: você escolhe o projeto que mais tem a ver com o que você pretende fazer, economiza uma boa grana, e se diverte, e no final tem um barco melhor do que um veleiro comprado, do qual você poderá se orgulhar como ninguém.

3, 4 anos depois, quase divorciado, tendo gasto mais do que num veleiro usado, imagine-se na dúvida entre vender um casco semi-pronto pelo preço do material, se tanto, ou arriscar o que sobrou do orçamento (e talvez do casamento) para terminar seu veleiro. Um cenário trágico, e não muito comum. Gente que constrói coisas em geral se casa com pessoas que também o fazem, ou ao menos gostam de quem faz. Se o projeto for escolhido com cuidado, e você foi criterioso na compra de materiais, orçamento e prazos serão razoavelmente respeitados. Entre o caso ideal e o cenário trágico, há uma infinidade de possibilidades. Em qual delas você se encaixará?

Se você nunca construiu nada, cuidado com suas ambições. Se nunca velejou, ou tem pouca experiência, e não tem experiência com madeira, compensado, fibra de vidro e resina epóxi, não se lance na construção de um catamaran de 35 pés.  Também é ilusória a ideia de que um barco construído é mais barato que um comprado. Um veleiro usado, em especial se for de madeira, pode ser muito barato. Por 30 mil você compra um veleiro de 22 pés de fibra, pronto para velejar, ou até um veleiro de madeira de 30 pés com alguns reparos para fazer. Agora não se cosntrói um 22 pés de madeira por menos que isso a não ser que você costure suas próprias velas e consiga peças (catracas, mastros) de um veleiro que foi a pique.

Uma sugestão é construir um barco pequeno, para você  praticar, que pode ser construído em um prazo de 6 a 12 meses, e depois pensar num barco grande. É importante separar a vontade de construir um barco da vontade de velejar. Como assim? Bom, construir barcos é para quem gosta de construir barcos. Velejar é para quem gosta de velejar. Se você tem vontade de velejar e tem pressa, compre um veleiro.

Construir um veleiro pequeno é bom para praticar e para saber se você realmente tem sangue de construtor, e se você quiser, eventualente desistir, o prejuízo é bem menor.

Não quero desanimá-los, mas é que conheço muitas histórias de veleiros que ficam apenas no esqueleto, e apodecem no seco sem nunca ter tocado o mar.

Pense num projeto na faixa de 16 a 19 pés, que pode ser construído em pouco tempo e permite velejadas boas para aprender. Construir é bom para treinar um velejador de cruzeiro porque quem constrói sabe como funciona e sabe consertar e refazer se necessário, uma habilidade fundamental quando se está longe de marinas.

O hobbie é bom para exercitar as habilidades de velejador, mas um pequeno cruzeirinho vai treinar você para as durezas do cruzeiro de longa distância: baixas velocidades, longos períodos embarcado, cozinhar e dormir a bordo, tomar banho de chuveirinho no cockpit, usar um banheiro químico com o barco adernado, conseguir ficar a dois num espaço de 8 metros quadrados por várias horas sem brigar… Depois a idéia de um veleiro grande pode ser encarada com sobriedade e realismo.

post similares
  • GP 28 – galeria de fo... A construção do GP 28 está avançada. O casco está quase fechado. As últimas semanas foram de muito trabalho e muita emoção.  Toni e Ricardo estiveram aqui por uma semana, participando da construção e fazendo imagens para o filme da DGT. As fotos abaixo mostram de maneira sucinta tudo o que foi feito até agora, [...]
  • Curso de Construção de Barc... O curso de construção de barcos em stitch-and-glue chega ao Rio de Janeiro. Dos  dias 28 a 30 de julho teremos um curso em Niterói, e com novidades. Embora o programa seja similar ao dos outros cursos realizados, neste vamos construir um barco diferente, e os participantes receberão uma cópia do projeto! Um barco novo, [...]
  • Pequeno Príncipe 135 –... Uma das dúvidas de quem quer construir um veleiro é sobre mastros e ferragens. Uma “regra” divulgada sobre a construção artesanal é que as ferragens são metade do custo do barco. Isso seria verdade no caso de um veleiro convencional com mastro de alumínio de seção especial para mastros, com o trilho da vela, e [...]
  • Veleiro clássico: Projeto 8... Quem acompanha o site sabe que publiquei a alguns meses artigos sobre um projeto de veleiro inspirado nos clássicos dos anos 40,50, que deveria ser um barco pequeno, relativamente barato, veloz e marinheiro. Bom, por sugestão de algumas pessoas que entraram em contato comigo, resolvi colocar um teto no custo total do barco, e estabelecer [...]
  • Curso de Stitch-and-Glue de... O curso de construção de barcos em Stitch-and-Glue da grande Florianópolis, que aconteceu em Biguaçu, na sede da Summerrack, foi um grande sucesso! Com 10 participantes, inclusive 2 do Rio Grande do Sul e um catarinense que mora em um veleiro no México. O que um mecânicos de automóveis, empresários, estudantes , construtores de caiaques, [...]

8 Comentários

  1. Vinicius Vinicius
    setembro 12, 2011    

    Gostei muito do seu post é exatamente o que estou vivenciando, fazia tempo que não postava nada. comprei esse mês os planos do Tiki 21 mas ainda não comecei a fazer. escolhi esse projeto porque é facil de fazer simples e barato, decidi por ele para saber se eu tenho capacidade de construir e fazer cruzeiros dormir a bordo e também pq vai ficar barato. Posteriormente se tudo isso der certo partirei para um definitivo, a nautica no Brasil é extremamente cara e pouca diversidade, comprar no exterior é barato mas vc tem q refazer todo o barco depois. Estou no aguardo do PP 135. até+

    • fernando_linhares fernando_linhares
      julho 11, 2012    

      Oi Vinicius…também estou aguardando o PP-135 foi o projeto que mais me agradou e o mais adequado para as minhas condições, só acho que esta demorando muito para sair.

      Abraço e até.

  2. fernando_linhares fernando_linhares
    julho 10, 2012    

    Não escolhi nem um projeto ainda, mais concordo que um projeto pequeno vai te preparar para um maior. Tenho um pouco de experiencia com madeiras e ferramentas e gosto muito de construir e consertar, mais não tenho nenhuma experiencia com barcos, mesmo assim estou decidido a construir um. Eu sempre gostei muito de pescar, mais a parte da pescaria que eu mais gosto é a do barco e de navegar. Hoje eu estou morando em uma cidade a 80km Do rio Parana na parte mais larga do rio, é um mar de água doce e é onde eu pretendo velejar, por isso preciso escolher um projeto adequado. Gostaria de algumas dicas e sugestões.

    Obrigado.

  3. luciano ciszevski luciano ciszevski
    janeiro 17, 2013    

    gostei muito, mas eu estava pensando nun navio a velas

  4. luciano ciszevski luciano ciszevski
    janeiro 17, 2013    

    me da umas ideias para min construir o meu

    • gdyd gdyd
      janeiro 20, 2013    

      Leia a página e os artigos sobre o Pequeno Príncipe 135. É um barco ideal para começar.

  5. Fellipe R Dias Fellipe R Dias
    abril 14, 2013    

    Boa noite, gostaria de saber onde consigo comprar um esqueleto(obra mestra) de um veleiro entre 14 á 20 pés. para eu terminar a obra dele do meu jeito usando o material que achar melhor. melhor qualidade de possivel. se alguem souber contato ou site me passar por favor.
    att

  6. fevereiro 4, 2016    

    Certamente as palavras do Gustavo dizem exatamente a realidade,pelo menos em parte. Existem muitos outros detalhes que encalham agente, como por exemplo o modelo falido de administrar do nosso governo. Sou marceneirotenho máquinas e tenho espaço para um belo barco. Ha mais de 2 anos depois de um acidente do qual graças a Deus já me recuperei descobri uma paixão por barco a vela (pela autonomia que se tem usando muito pouco combustível) alias um detalhe que incomoda Petrobras. Dizem que quem procura acha, comprei um barco velho (lancha 22 pés) de madeira , com a ideia de conhecer e aprender. Detalhe ; já se passou 15 meses e consegui muito pouco (além de muitas dúvidas a falta de dólar) na verdade a segunda é que mais preocupa.Pra finalizar, passa o tempo mecho aqui e ali mas não passa o desejo de construir um veleiro de pelo menos 45 pés. ” O sonho é quem sempre me moveu, e sou o que sou hoje e tudo o que tenho devido a isso” Abraço a tds.

Deixe uma resposta